1. Inicio
  2. Notícias
  3. Volvo XC40 híbrido economiza combustível, mas não aceleração

Volvo XC40 híbrido economiza combustível, mas não aceleração

Volvo XC40 híbrido economiza combustível, mas não aceleração
19
0


O Volvo XC40 híbrido, que testamos na versão R-Design (R$ 264.950)

O Volvo XC40 foi o vencedor da categoria de SUV Premium do Prêmio UOL Carros, do qual sou jurada. Na premiação, o modelo, que ganhou uma versão híbrida plug-in neste ano, desbancou Audi Q3 e Mercedes-Benz GLB. E ele tem, sim, muitos predicados. O principal deles é um desempenho de carro esportivo com um consumo impressionante de 24,5 km/l na cidade. Confira a avaliação completa.

Testamos a versão R-Design (R$ 264.950), que tem dois motores: um 1.5 turbo de 180 cv de potência e outro elétrico de 82 cv. Juntos, rendem 262 cv de potência e 43,3 kgfm de torque (força). Para ter uma ideia, picapes médias têm torque a partir de 48 kgfm. Isso significa que o XC40 tem muito fôlego, não à toa vai de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos. E esse não é um carro leve, pesa 1.871 kg. A transmissão é automática de dupla embreagem.

Com esses números, a versão híbrida desse Volvo tem um desempenho bem esportivo com um consumo dos sonhos, de 24,5 km/l na cidade e 22,3 km/l na estrada. Isso acontece porque a cada freada que o carro dá, a bateria é regenerada, economizando combustível. Também é possível carregá-la na tomada comum, o que demora 9 horas, ou na estação de carregamento rápido, disponível em concessionárias, shoppings centers e alguns supermercados. Nesse caso, a carga total demora 3 horas. Uma carga completa dá ao veículo uma autonomia de até 47 quilômetros para rodar em modo elétrico sem gastar nem um litro de combustível.

Mais tecnologia

O menor SUV da Volvo tem bastante tecnologia. Além da propulsão, tem itens de direção semiautônoma, como detector de pedestres, alerta de tráfego cruzado (que avisa que há um carro em sua direção ao sair de ré), farol alto automático, controlador de velocidade adaptativo, entre outros. Também chama a atenção o sistema de som Harman Kardon, que tem 13 alto-falantes.

A central multimídia é um capítulo à parte. É uma tela de 9 polegadas vertical que lembra um tablet. Ela dá acesso ao Volvo On Call, serviço de concierge semelhante ao On Star da Chevrolet. Também é possível ligar e desligar o carro, abrir os vidros, entre outros recursos, à distância, por um aplicativo no smartphone.

Acabamento

Apesar de ter até couro Alcantara no centro dos bancos e encaixes precisos, o material da lateral das portas poderia ser mais agradável. É um carpete que não combina com o padrão do modelo. Outro ponto negativo é que o carro tem garantia de apenas dois anos, e as baterias, de cinco anos.

Quem fizer um test-drive também vai reparar que o espaço no banco traseiro é um pouco limitado e o passageiro que viaja no meio tem de suspender as pernas por causa do tubo central elevado.  Mas, enfim, é “apenas” o SUV de entrada da marca sueca. A versão mais em conta do XC40 , que não é híbrida, custa R$ 209.950.

Paula Gama é jornalista especializada no mercado automotivo há cinco anos, Nesse período já testou mais de cem modelos de veículos no Brasil e no exterior. É apaixonada por história e tem como hobby visitar museus que contam a trajetória automotiva pelo mundo.

[canal]OPINIÃO[/canal]
[linhafina]Com pegada esportiva, modelo faz até 24,5 km/l de gasolina na cidade[/linhafina]
[chapeu]ELA E OS CARROS[/chapeu]
[credito]Colunista do Carpress[/credito]
[/tags]

(19)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *