Inicio Manutenção Você sabe a importância da bateria?

Você sabe a importância da bateria?

414
0
A bateria tem a função principal de fornecer a energia necessária para a partida do motor do veículo.

por Careca Auto-Peças

e agora?
e agora?

Poucas pessoas sabem a importância da bateria no funcionamento do seu carro ou moto. As baterias são uma peça geralmente esquecida em qualquer preparação elétrica do carro, embora seja de grande importância. A bateria deve ser considerada como o equipamento principal a ser avaliada antes de qualquer outra peça, porque afinal, tudo depende dela.

anuncio_molde_atual

[sociallocker id=2007]flyer_careca_03[/sociallocker]
A potência da bateria pode ser avaliada de acordo com a sua carga nominal que é a amperagem. Toda a parte elétrica do carro funciona a 12 volts e cada equipamento consome uma determinada amperagem, portanto quanto mais amperagem tem a bateria, mais equipamentos ela suportará.

As baterias originais de fábrica têm a capacidade para suportar somente a parte elétrica original do carro, dessa forma tudo que for adicionado, como por exemplo: amplificadores, subwoofer, iluminação, faróis extras, DVD’s, entre outros, farão com que a bateria tenha um desgaste mais rápido, e dessa forma, não forneça a energia necessária e com que o investimento nos equipamentos e acessórios não tenham o desempenho desejado.

Quando a bateria não tem a amperagem necessária podem ocorrer vários defeitos na parte elétrica do carro, os mais frequentes são:
a) Oscilação de voltagem – Quando forçada, a bateria, com uma amperagem maior do que ela suporta, a voltagem normal (12V) cai, causando oscilações, podendo queimar alguns componentes importantes do carro ou provocar mau funcionamento.
b) Duração de carga menor – Quando a bateria fica muito tempo na carga máxima a bateria não consegue suportar por mais de 1 hora. Para aumentar a durabilidade da carga basta instalar uma bateria com maior amperagem.
c) Diminuição da vida útil – Baterias que são constantemente forçadas, e que já tiveram uma carga nula não resistem muito. É importante ter sempre alguma carga, e com folga na amperagem, em relação as necessidades elétricas do carro.

Capacidade de carga
Todas as baterias têm nas suas especificações discriminação da capacidade nominal e de pico, para que o cliente possa comparar e escolher a bateria que supra as suas necessidades:
a) Capacidade nominal: É a capacidade de carga que a bateria suporta continuamente. É medida em amperes, normalmente vem na etiqueta a capacidade de fornecimento de amperes até o final de sua carga.
b) Capacidade de pico: É a capacidade de carga máxima que a bateria pode fornecer em pouquíssimo tempo. Normalmente vem na etiqueta. Isto significa que a bateria tem capacidade de fornecer determinado número de amperes em alguns décimos de segundo e depois volta para a capacidade nominal. É uma medida importante para quem precisa de um som muito potente, levando ao aproveitamento pelo amplificador de toda a capacidade de pico, para suprir a necessidade.

Tipos de baterias
Existem vários tipos de baterias no mercado, CITAMOS OS DOIS TIPOS MAIS COMUNS:
a)     SEM MANUTENÇÃO – Selada: Não requer manutenção. Segundo o fabricante a água da bateria dura toda a  vida útil sem a necessidade de REPOSIÇÃO. Esta vida útil pode chegar a 3 anos, se a bateria for bem cuidada. Nestas baterias o processo químico para produzir eletricidade consome uma quantidade insignificante de água.
b)     BAIXA MANUTENÇÃO: Requer manutenção. O nível da água deve ser verificado ao menos uma vez por semestre. Se o nível da água estiver sempre completo a bateria pode durar tanto quanto uma bateria selada bem cuidada. Nas baterias não seladas o processo químico para produção de eletricidade consome água e por isso deve ser verificado e retificado, se necessário.

Funcionamento da Bateria
As baterias são construídas com componentes derivados do chumbo. Dentro delas existem placas com cargas positivas de peróxido de chumbo e negativas de chumbo que ficam mergulhadas numa solução de ácido sulfúrico diluído em água destilada ou deionizada.
O fluido da bateria é consumido conforme o consumo e carga da mesma. Algumas baterias, como as que não são seladas, consomem consideravelmente, e precisam ser verificadas frequentemente. Outras consomem tão pouco que nunca precisam DE MANUTENÇÃO, como as seladas. No caso do nível de fluído ficar muito baixo, a ponto de expor as placas de chumbo, poderá levar ao dano permanente da bateria.
Não devemos inclinar as baterias, para evitar o derramamento do fluido, pois mesmo as baterias seladas possuem orifícios através dos quais os fluídos podem vazar.

 

Fonte: blogdasbaterias

(414)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *