Inicio Notícias Tamanho do SUV é documento: Ford tira do Explorer e põe no Expedition

Tamanho do SUV é documento: Ford tira do Explorer e põe no Expedition

Tamanho do SUV é documento: Ford tira do Explorer e põe no Expedition
12
0


A Ford dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira (19) que vai aumentar a produção dos SUVs grandes Expedition e Lincoln Navigator, transferindo empregados de uma fábrica próxima que monta o Ford Explorer e o Lincoln MKC.

A decisão simboliza o movimento da indústria automotiva dos EUA em direção aos utilitários esportivos — e, mais que isso, aos SUVs de grande porte. Feitos sobre a mesma plataforma, Expedition e Navigator são os maiores e mais caros SUVs das duas marcas, com capacidade para até oito pessoas. Explorer e MKC são menores e vêm logo abaixo nas respectivas gamas.

As fábricas da Ford envolvidas na migração de mão-de-obra ficam em Louisville, no Kentucky. Cerca de 550 funcionários trocarão de linha.

Lincoln Navigator tem versões que chegam perto dos US$ 100 mil

As vendas do Expedition cresceram 35% em 2018; já o Navigator, que em algumas configurações chega muito perto dos US$ 100 mil, teve uma explosão em emplacamentos no ano passado, com crescimento de 70% — seu melhor desempenho desde 2007.

A agência Associated Press publicou que a Ford prepara uma nova campanha publicitária para o Expedition cuja mensagem sublinha o tamanho do modelo (são 5,6 metros de comprimento e 1,97 metro de altura), usando o slogan “Better big”, algo como “Grande é melhor”.

O boom dos SUVs e picapes nos EUA é embalado pelos preços relativamente baixos da gasolina. Enquanto esse cenário se mantiver, o Expedition poderá continuar apresentando consumo combinado (cidade/estrada) de 8 km/l, marca extremamente baixa para um carro moderno e fabricado em 2019.


Créditos: CarSale

(12)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *